Salários atrasados, um desrespeito inaceitável a quem trabalha

Para todo aquele que vive da venda de sua força de trabalho a pior situação é a de não ter como vendê-la, ou seja, é o desemprego. Mas há outra também aviltante. Negar, sob qualquer pretexto, a quem trabalhou aquilo que foi acordado como contrapartida a essa intensa e múltipla capacidade física e mental de produzir, distribuir, circular e administrar bens e serviços é uma afronta ao próprio direito à vida.

Os recursos do Estado advém da acumulação privada, via tributos, impostos e contribuições. Quando se vive uma crise econômica, aumentam as chances de impacto nas finanças públicas, nas quais estão inseridas as remunerações dos chamados servidores públicos. Assim sendo, em face de crise econômica, planejar é ainda mais necessário e mentir à população, com promessas de sorrisos fáceis, é o caminho para, rapidamente, a máscara cair.

À gestão municipal anterior faltou, para dizer o mínimo, transparência com servidores efetivos e comissionados.

De outra parte, o neocoronelismo que se reinstalou na Prefeitura neste ano age com desfaçatez, como se não fosse a Municipalidade, a Prefeitura – e não o prefeito “A” ou “B” – que devesse honrar a remuneração de servidores efetivos e comissionados. Ao invés de administrar a cidade, o oportunismo eleitoreiro – de resto extemporâneo – prepara uma ofensiva: usará a presente situação para fazer avançar as terceirizações, estratégia articulada pela lógica do lucro e pela maior dificuldade de atuação sindical.

O drama a que estão submetidos alguns segmentos do funcionalismo municipal se agrava em função de um “sindicato” que, há décadas, não representa seus interesses, não presta satisfação a sua base e perpetua o peleguismo.

Toda solidariedade às mulheres e homens que têm demonstrado capacidade de resistir! Que retomem seu sindicato, recolocando-o na trilha da liberdade e autonomia sindicais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s